Como fazer uma pesquisa na biblioteca?

Postado em 07/02/2019

Como fazer uma pesquisa na biblioteca?

Saiba como procurar a informação certa para atender ao trabalho escolar e outros mais

Vamos imaginar a situação trivial: seu filho voltou da escola com uma longa pesquisa para fazer e um prazo relativamente curto para cumprir - será preciso ir a uma biblioteca mais bem equipada (a da escola tem acervo "miudinho"...) atrás de informação. Você quer ajudar seu filho a tirar boa nota, mas tem pouca experiência em lidar com livros, aliás, nem sabe por onde começar dentro de uma biblioteca... E seu filho, será que já consegue encaminhar a pesquisa com eficiência?

O mundo de informação contido em uma biblioteca é enorme - e exatamente por isso, instigante. Ideal seria ter tempo (e curiosidade) para "perder-se" nesse templo de conhecimento, mas não é este o caso. Para quem deseja logo chegar ao livro adequado - ou mais de um - de uma pesquisa, há dicas de comportamento que auxiliam o pesquisador, seja ele quem for, a se "movimentar" dentro de uma biblioteca. Todas elas sugeridas por quem profissionais de larga experiência na atividade, caso de Fernanda de Lima Passamai Perez, da biblioteca da Escola da Vila, unidade Butantã, e de Sueli Nemen Rocha, da Biblioteca Monteiro Lobato, ambas em São Paulo.

1- Ajude seu filho a definir o tema da pesquisa.

O enunciado da professora deve apontar exatamente o assunto a ser pesquisado - e as questões que precisam de resposta. Se tiver dificuldade em chegar a essa síntese, peça auxílio a quem trabalha na biblioteca, que está ali exatamente com essa função.

2- Procure "refinar" o tema da pesquisa - às vezes, ele diz respeito a livros de assuntos correlatos.

Vamos supor que a pesquisa encomendada pela escola aborde os animais, mais precisamente os mamíferos - são questões de cunho científico ou ecológico? Exemplo: o que se deseja saber diz respeito ao metabolismo ou ao habitat de um mamífero ou tudo isso? Para encontrar as respostas, inúmeras obras deverão ser consultadas - e podem estar espalhadas em várias prateleiras da biblioteca, ou seja, em vários conjuntos de assunto. Mais uma razão para pedir ajuda, sem o menor constrangimento, a quem conhece a organização dos livros com a palma da mão - o bibliotecário. Você e seu filho ganham tempo precioso, descobrindo onde estão acomodados os livros de interesse para a pesquisa em questão.

3- Para responder à pergunta, como posso encontrar este título?, é preciso pesquisar primeiro o sistema informatizado da biblioteca.

É um sistema que permite o acesso às coleções de livros, todas elas classificadas segundo critérios - assunto e autor, por exemplo -, o que vai acelerar a pesquisa, ainda mais se contar com a ajuda do bibliotecário no seu manuseio. Cada livro tem o "número de chamada" e será por esse número que a obra será localizada em determinada prateleira. Boa parte das bibliotecas do País ainda não dispõe de acervos informatizados - como agir? Pedir ajuda a quem conhece o espaço e a disposição das áreas de conhecimento - o bibliotecário.

4- Pedir ajuda ao funcionário da biblioteca não é motivo de vergonha, mas sim sinal de empenho pela pesquisa de qualidade!

É raro, mas ainda pode acontecer de o acervo de uma biblioteca escolar estar catalogado na base de fichas. Elas estão organizadas em ordem alfabética - e a pesquisa de um livro, por exemplo, será feita sempre a partir do nome do autor, levando em consideração a letra inicial do último sobrenome. Quer tornar essa consulta ainda mais rica para o seu filho? Peça ao funcionário da biblioteca explicar o procedimento de cada etapa, da localização da ficha com o nome da obra de interesse até o lugar exato onde ela se encontra. Uma aula prática, de enorme valor, sobre biblioteconomia.

5- Lembre-se: muitas vezes a informação capaz de dar outra qualidade à pesquisa está em jornais e revistas - e não em livros.

Biblioteca bem equipada conta com várias fontes de informação, além dos livros. É o caso de jornais e revistas, áudios e vídeos, e fotografias. Atenção: pesquisa de qualidade não se resume em consultar as referências óbvias, mas sim inclui dados que acabam de ser divulgados (nos periódicos, por exemplo). Quer experimentar? Peça orientação ao bibliotecário.

Outras Notícias

 

Alunos do Ensino Fundamental II
Postado em 21/02/2019

Ao entrar no ensino fundamental-II, o aluno deverá desenvolver habilidades de adaptação para que tudo corra bem em seus estudos.

Essas adaptações não irão acontecer de forma brusca, mas sim dando condições para que o estudan...
leia mais »

Consumir uma lata de refrigerante por dia pode aumentar em 22% o risco de desenvolver diabetes, diz pesquisa.
Postado em 14/02/2019

Por Elisa Feres da Revista Crescer

Dar uma latinha de refrigerante com um sanduíche para seu filho durante o lanche da tarde ou o jantar pode até parecer uma prática inocente, mas não é. Quanto mais os pesquisadores estudam, mais comprovam os altos ris...
leia mais »

Concentração
Postado em 31/01/2019

Concentração é a capacidade que uma pessoa tem de manter seu pensamento num único assunto, com disciplina, sem permitir que esse se desvie para outras coisas.

Manter a atenção durante todas as aulas não é nada fácil. Isso de...
leia mais »